Este site utiliza cookies e outras tecnologias de rastreamento para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho e funcionalidade de nossos serviços, analisar a utilização de nossos produtos e serviços, bem como para dar suporte aos nossos esforços voltados à propaganda e ao marketing.

Política de cookies   Aviso de privacidade

Previous Next

CENTRO DE CONHECIMENTO

Como usar o maçarico com segurança? Veja dicas para operar corretamente e não se colocar em risco.

Para uma operação segura com equipamentos oxicombustíveis, é necessário estar atento para algumas orientações. Elas são essenciais para que os processos ocorram de maneira eficiente e, principamente, com segurança para o operador.

Sendo assim, fique atento para os procedimentos seguintes:

  • Observe se há vazamento nas mangueiras, reguladores e no maçarico. Nunca opere o equipamento com vazamento.
  • Verifique se há contaminação dos equipamentos por graxa, óleo ou outros derivados de petróleo. Limpe-os antes de liberar o fluxo de gases nos reguladores. O oxigênio quando em contato com estes derivados, proporciona combustão espontânea.
  • Desenrole a mangueira a ponto de permitir mobilidade na operação. Não permita que a mesma dobre durante o uso.
  • Certifique-se da presença de válvulas corta fogo nos reguladores e nos maçaricos. Evite operar equipamentos sem estes dispositivos de segurança, que são obrigatórios conforme a NR 18.
  • Verifique o estado do bico de corte. Caso esteja com respingo de metal na extremidade, faça a desobstrução dos furos com um agulheiro adequado, nunca com arame. Substitua o bico se estiver amassado ou obstruído definitivamente.
  • Antes de iniciar a operação, confirme a espessura da peça a ser cortada e qual é o bico recomendado para tal operação, conforme tabela do fabricante.
  • Ao identificar o bico de corte, verifique se o maçarico e o bico possuem o mesmo padrão. Caso contrário, o assentamento do bico na cabeça do maçarico é imperfeito, o bico fica folgado, “mancando” na sede. Utilize sempre o bico no padrão correto. Nunca insista em ajustar o bico aplicando mais força na porca de fixação, esta operação causa danos irreversíveis ao equipamento.
  • O ajuste entre o bico e a cabeça do maçarico dispensa o uso de “vedantes” como fitas teflon, entre outros. Caso haja vazamento, não use o equipamento, corrija-o antes de acender o maçarico.

* NR 18 - É obrigatória a utilização de válvulas corta fogo na saída dos reguladores de pressão e nas entradas dos maçaricos oxicombustíveis.

  • Regule as pressões de oxigênio e gás (Acetileno/GLP/Gás Natural) dentro das faixas recomendadas pela tabela do fabricante para cada tipo e modelo de bico de corte.
  • Ao perceber perda de pressão durante o uso do maçarico, verifique se há obstrução nas válvulas corta fogo. Para isto, teste o maçarico, ascendendo-o com uma nova válvula. Compare a operação da nova válvula com a válvula antiga, caso a nova funcione normalmente, possivelmente a antiga apresentava obstrução. Neste caso, substitua a antiga válvula. Não opere sem ela. A válvula possui um filtro sinterizado, de malha muito fina, que retém as partículas de impurezas provenientes da oxidação da rede ou do ressecamento das mangueiras. A válvula substituída deve ser descartada.
  • Caso algum regulador apresente defeito nos manômetros, substitua-o antes de iniciar o uso do maçarico. Este é o único instrumento de aferição no processo. Despressurizado, o manômetro deve indicar pressão ZERO.
  • Em caso de retrocesso de chama, “engolir fogo”, reduza de forma gradativa os gases e em seguida feche o oxigênio e depois o gás combustível. Identifique e corrija a causa do retrocesso antes de reiniciar o trabalho.
  • Se após o retrocesso o maçarico apresentar passagem direta de gás combustível ou oxigênio, não reinicie a operação. Quando há um retrocesso de chama de maior intensidade, a válvula do oxigênio de corte funciona como um fusível, ela se deteriora, impossibilitando o retorno à operação. Encaminhe o maçarico para uma inspeção minuciosa na manutenção ou na assistência técnica.

ATENÇÃO!

  • Muitos acidentes são causados pela falta de atenção em itens básicos de utilização, geralmente induzidos pela “pressa” em finalizar ou reiniciar o trabalho.
  • Realize sempre uma inspeção antes de iniciar uma operação ou após um retrocesso de chama.
  • Lembre-se. Sua segurança vale mais do qualquer tempo gasto em uma breve inspeção.
x
x

x

Loading..